Grease: Live usou microfones DPA

Foram usados 50 microfones d:screet 4061 simultaneamente no espetáculo transmitido pela Fox

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Dezembro/Janeiro 2017 Edição do Mês

Da Redação


 

Quando Grease:Live, uma adaptação para televisão do conhecido musical de 1971 que virou filme, foi transmitida pela Fox, o supervisor de áudio Bruce Arledge sabia que os microfones DPA iriam oferecer o melhor áudio para a grande quantidade de atores no palco. Trazido para esse desafio pelo produtor Greg Sills e o profissional de mixagem Mark King, Arledge estava confiante que os microfones iriam capturar cada sílaba, seja falada ou cantada.

Gravada em quatro estágios nos estúdios da Warner Bros e combposto por mútliplas performances, Arledge precisava de microfones que complementassem a configuração de som única, ao mesmo tempo que entrega uma qualidade de áudio sem variações. Para isso, ele escolheu 50 microfones omnidirecionais d:screet 4061 por sua adaptabilidade e facilidade de uso em aplicações de microfonação incomuns.

“Meus assistentes de áudio trabalharam diretamente com a equipe de figuração para encontrar o melhor lugar para esconder os microfones debaixo das perucas”, diz Arledge, que projeta e supervisiona diversos shows premiado e transmissões para TV ao vivo na costa oeste dos EUA. “Nós pintamos e colorimos os microfones de diversas forma para atender as tonalidades de cabelo. Neste processo, a qualidade de som capturada pelos d:screet 4061 permaneceram impecáveis. Durante as performances ao vivo, é importante incorporar os microfones da maneira mais perfeita possível, mesmo que houver múltiplas mudanças de peruca, e com os mics DPA, eu pude fazer isso”.

Os modelos utilizado por Arledge foram especialmente projetados para o uso com sistemas sem fio em teatros, televisão e para captura de instrumentos com microfonação próxima.

O espetáculo Grease: Live possuía transições rápidas entre diálogos e performances musicais. Os mesmos microfones foram usados em toda a produção. “Foi uma produção híbrida, onde várias cenas mudavam entre diálogo e música”, diz Alredge. “Os DPAs funcionaram e se adaptaram perfeitamente com os artistas”, ressalta.

Os microfones resistentes à umidade funcionaram bem em todo o espetáculo, que durou 3 horas. “A chuva foi um fator lamentável do dia porque estávamos correndo entre os sons de dentro e fora do local”, continuou o técnico. “Os microfones não perderam uma batida sequer. Mesmo variando entre a doçura das vozes dos atores e a chuva daquele dia, os 4061 fizeram sua parte e ofereceram uma qualidade de áudio excepcional”.

Outro fator importante para a escolha de Arledge foi a consistência ao usar múltiplas unidades. “Nós tínhamos 50 microfones wireless ativos de uma vez e eu precisava do som de cada um deles para que tudo funcionasse. Todos os 4061 soaram da mesma forma, o que era extremamente importante durante uma produção daquele tamanho”.

Arledge levou Dave Bellamy, parceiro da Soundtronics Wireless, para oferecer o projeto de RF, suporte técnico e a coordenação em toda a produção. “Quando Bruce me convidou para o projeto eu fiquei emocionado em estar envolvido”, pontua Bellamy. “Nós somos grandes fãs da DPA. Eles são nossos microfones de escolha para shows no estilo da Broadway e são amplamente procurados em toda a indústria. A DPA nos ajuda a fazer nossos clientes felizes, e quando eles estão felizes, eu estou feliz”, finaliza.

Notícias Relacionadas