Maschine 2.6 traz recursos exclusivos para todos os dispositivos da linha

Novidades incluem Variation Engine, função Lock e MIDI CC para conexão à dispositivos externos

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Dezembro/Janeiro 2017 Edição do Mês

Por Gustavo Zuccherato


 

A Native Instruments está lançamento uma nova atualização de software para a sua aclamada linha de ferramentas de produção musical Maschine. Nesta versão 2.6, gratuita para todos os proprietários da versão 2, traz recursos que anteriormente eram exclusivos do Maschine Jam agora também para o Studio, o MK1 e 2 e para o Mikro.  Isso inclui uma suíte de novidades que ajudam o processo criativo, com a adição de uma variedade de trilhas e recursos que ajudam em performances ao vivo, segundo a fabricante. Ele também expande o fluxo de trabalho dos Maschine para sintetizadores externos com capacidades de MIDI CC.

O Maschine 2.6 vem com uma nova ferramenta que ajuda os produtores à melhorar suas composições, o Variation Engine. Utilizando apenas duas funções únicas, o Humanize e o Randomize, o sistema promete adicionar uma variedade e espontaneidade para qualquer padrão de bateria ou melodia programada.

Disponível inicialmente no Maschine Jam, o Humanize modifica a quantidade dos padrões existentes e move as notas, prometendo dar uma sensação de toque natural à padrões programados. Além disso, para ajudar novas idéias ou criar texturas, o Randomize cria novos padrões com velocidades e posições de notas aleatórias.

Outras ferramentas que visam encorajar a experimentação e espontaneidade estão incluídas no Maschine 2.6.

O Lock, por exemplo, torna fácil o ajuste dos elementos do som, a mudança de um envelope e o uso de um filtro, modulação ou qualquer outro parâmetro sem se preocupar com perder o trabalho anterior. Os músicos que usarem o Maschine Studio ou os MK1 e 2 agora podem tirar snapshots dos parâmetros e depois retornar para suas configurações originais com o apertar de um botão. São até 64 snapshots e, com a ajuda do Morph, é possível combinar um snapshot à qualquer outro, tornando fácil descobrir novas transições.

Além disso, os produtores também poderão enviar mensagens MIDI CC para seus sintetizadores e drum machines MIDI diretamente de qualquer hardware Maschine. O MIDI CC permite que dados de performance, como atributos e parâmetros, sejam transmitidos para um dispositivo externo. Isso significa que músicos podem, por exemplo, mudar o tom de um bumbo em um groovebox Roland ou ajustar um LFO em um sintetizador Korg como se fossem instrumentos de software.

Por fim, a atualização também traz recursos clássicos padrões no Maschine Studio, Maschine MK1 e 2 e Maschine Mikro para o Maschine Jam. Agora, os produtores podem mudar o pitch, velocity, duração, swing e posição das notas diretamente no step sequencer do Maschine Jam. Também é possível modular parâmetros, como mudar a profundidade do reverb, ajustando um plugin favorito ou afinando uma bateria, em cada passo. Com o Maschine 2.6, os usuários podem rapidamente ajustar os níveis de velocity em cada nota no modo de passos ao apertar qualquer um dos 16 níveis de velocity fixados em uma grade dedicada.

Notícias Relacionadas